Pesquisar este blog

domingo, 29 de agosto de 2010

Macia seda

Eliane F.C.Lima

(Homenagem ao engenho musical de Michel F.M.)

Um anjo canta,
som masculino,
seu doce mantra.
Ainda menino,
claves de sol,
semicolcheias,
são suas teias.
Com passo leve
– a vida é breve –,
não toca harpa,
não toca sino,
só seu destino.
Dedilha cordas,
retira a farpa
que fere o ouvido
de nossa vida.
De tão menino,
de tão canoro,
me afaga o ombro,
me embala o sono,
divina lida.

(Escrevi este poema, surpresa com o talento criativo e a voz jovial de Michel F.M., um de meus seguidores, em seu blogue ÁSPERA SEDA (convido-o a visitá-lo aqui). Sempre me deixa crente no futuro o encontro da juventude com a poesia.

7 comentários:

Graça disse...

Eliane,

que valsinha linda! Amei a cadência desses seus versos.
Já fui ver o seu amigo, que por sinal também já conheço (apesar de ter-me distanciado um pouco)e esse menino merece mesmo essa bela homenagem.
Parabéns a ele, pela poesia bonita em seus versos/composições.
Parabéns a você, pela riqueza desse poema, uma valsa que não só embala o sono, mas acalenta a vida! Lindo.

Abraços,

Márcia Vilarinho disse...

De fato você conseguiu macia seda, que sem farafalhar, acarinha a alma de quem lê. Lindo, mesmo! Bjs.

ju rigoni disse...

Acabo de voltar do blogue do Michel. E gostei do que vi e ouvi por lá.

Seu poema transpira delicadeza, rítmo, harmonia - música. Lindíssimo, mestra! Uma bela homenagem.

Bjs e inté!

Sonia Pallone disse...

Que lindo Eliane, a isso eu chamo de uma sagrada comunhão com as letras...Bjs.

Carmem Teresa disse...

Clave de sol, luz do sol, estímulo precioso ao jovem poeta...Bela troca poética... Como música, maciez e brilho que entoam vidas. Abraço!!!

Assis Freitas disse...

conhecendo os poemas e a vida que anima as tuas palavras, cortejo de sons, manto de luz

abraço

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Que lindo anjo....★